Páginas

abril 16, 2010

Um presente inusitado....


Sou uma mulher contemporânea, moderna, achei que já tinha visto de tudo e que não me espantaria com mais nada....até que....

Neste último domingo comemoramos o aniver do Marcus meu filhote pequeno completou 13 anos de pura alegria. Até aí normal né, casa cheia de amigos nossos e dele, amigos do irmão, tios, padrinhos, em fim uma galera bem animada. Muito bolo, brigadeiro, churrasco, solos de guitarra intercalados com partidas de vídeo-games e algumas cantorias no Videokê. Farra boa mesmo e bem comum aqui em casa.


Estávamos todos lá sentados num papo pra lá de animado, criançada na maior empolgação, quando de repente, numa entrada triunfal chegou o “Pipoca”, amigão de meu filho com uma gaiola, um Hamster e uma trouxa com seus pertences. Fiquei passada, bege, muda por alguns segundos, todos nos entreolhamos até que o Marcus gritou: “Mãe, olha o que eu ganhei de presente do Pipoca!!”


DESABAFO: Tudo bem que ele até que é bonitinho, mas ficaria melhor na vitrine do PET SHOP. O Murilo(3), filho da irmã-recomadre ficou enlouquecido com o bichinho e eu comecei a ver ali uma possibilidade de me livrar da bagaça, ops, do Hamster, que carinhosamente foi batizado de Remi (do filme da Disney, lembra?). Comecei a indagar quem gostaria de levar um Hamster pra casa entre os amigos, como ninguém se prontificou, sugeri uma rifa ao contrário, quem ganhar, perde, ou melhor, leva o bichano. Vocês podem imaginar a cara do marido vendo aquilo, a certa altura eu já não sabia se ria ou se chorava... e o sarro que tiraram da minha cara de perplexidade diante de um fato no mínimo, bizarro. Alguém ainda sugeriu colocar na churrasqueira, humor negro, outros perguntaram se voava, entendeu?? Eu moro no 14º andar....rs.


Assim ficamos o domingo, no meio de uma baderna por conta do niver + rock + videokê + molecada + hamster... ufa não sei como sobrevivi. À noite, olhei a carinha dos meninos em volta da gaiola e pronto, a banana aqui ficou emocionada com a alegria nos olhos deles. “Mãe, você vai deixar ele ficar com a gente, não vai??” eles perguntaram em coro, e eu disse SIM, é claro.


O que eu não entendo é o que passa na cabeça de uma mãe (a do Pipoca no caso) que compra um HAMSTER pra dar de presente de aniversário e não liga pra outra pobre mãe (eu a, receptora) pra perguntar se tá tudo bem. Eu até entendo que ele deve ter apelado, que meu filho deve ter se encantado com uma lá na casa deles, mas tenha paciência né? Fiquei pensando que podia ser pior, um urso panda, uma jaguatirica, um chimpanzé, uma cobra ou sei lá o quê... agora, ela que me aguarde... porque esse infeliz faz aniversário e eu tenho que ter uma idéia melhor que a dela... afinal, ela demonstrou ser no mínimo uma traidora, já sei que com essa eu não posso contar. De amizades assim eu to bem fora!!


Aqui estamos nós uma família pós-trauma, felizes (eles mais que eu) com nosso novo inquilino. Vamos ver quanto tempo dura essa alegria... Agora me responde é ou não é um presente inusitado??


Beijos,

Cris João

9 comentários:

Luciana Casado disse...

Muito inusitado mesmo! Eu acho que bichinhos de estimação não são um bom presente, já que tu não sabe se a outra pessoa gosta ou não...
Mas a outra mãe que aguarde a volta né, Cris?! hehehehe
Bjus, Lu

Ly Mello disse...

"uma jaguatirica, um chimpanzé"

**MORRENDODERIR**

Ai Cris, imagino sua cara! hahaha
Acho que eu faria a mesma!
Mas mãe é assim mesmo, né? A gente odeia, e qd vê a carinha de felicidade dos filhos, diz SIM!
Eu amo peixes, mas detesto tê-los em casa, acho que é muito trabalho pra limpar, pois fui num aniversário que o brinde era um saco com peixes! Putz, que tragédia!
As crianças pedindo e eu me recusando, a mãe da aniversariante insistindo e eu com aquele sorriso amarelo tentando explicar que um peixe nosso tinha acabado de morrer e eu não queria outro, enfim ... uma saia justa!

Mas se eu fosse você, dava pro Pipoca, um filhote de gambá! Acho que a mãe dele vai gostar! hahahaha

Bjs.

Roberta M. disse...

kkkkkk, Cris amiga querida!! Pior que hamster, é aniversário que dá de lembrança pintinho ou peixinho, putz, que raiva, vc não pode fazer nada, fica imobilizada diante da alegria do pequeno e do ódio da cabeça de girico que pensou isso!!! Mas olha, a Vida, minha nova hóspede tem dado um certo trabalhinho, já deu um trabalhão botando vermes para fora, ficando careca por conta de uma pereba na cabeça, mas ver o Pandinha chegar da escola e ir direto brincar com ela, dar gargalhadas homéricas se enfiando dentro da casinha da bicha, ahhh, isso derrete o coração de mãe....Hamster é um bicho mega sensível, já vi morrer de fome, de suícidio, pulando da janela, torrado e esquecido no sol kkkk, ai, acho que vou escrever um livro de aventuras com bichos rssss!!Beijos e boa sorte!!!

Poesia do Bem disse...

Aiaiai fosse eu morreria rsrs moro d emedo rsrsrs, bjs e venha me visitar saudades

c r i s disse...

Oi Cris, nossa, nem sei o que faria, acho que ficaria com aquela cara de Ó! Mas lendo os comments, já vi que não estaria só, nem você está, né? Ri com a Roberta aí em baixo dando idéia, amódeus! Você disse que tem volta, não deixe de relatar...bjinho!!

Mãe Mochileira,filho malinha.. disse...

Hahahaha!!! morri de rir,mas sabe pq??pq lá me casa eu que cismei esses dias de comprar um hamster para o Enzo,e meu marido que não quer de jeito nenhum..é pq na minha infancia eu criava 11!(isso mesmo que você leu: ONZE!!)Começou com um ilustre casal, e vc sabe..eles não tem nada melhor para fazer nas gaiolas..acham uma distração melhor que as rodinhas...kkk..em alguns meses tinhamos uma familia deles! meu pai sempre teve o lema: " se não pode contra,junte-se a eles" e entrou de cabeça..encomendou um super viveiro,com varias rodinhas,casas..um playground,digamos!!!kkkk..e ai eu e meus irmãos começamos a exercer nossos dotes comerciais, e passamos a procriar os bichinos e vender para os amiguinhos do bairro..virou uma febre no bairro,hahaha..lembro ate hj,as mães deviam odiar a gente que começou c essa onda!!!kkk..
por isso morri de rir com seu post..tenta tirar algo de bom,ou quem sabe de lucrativo com isso!!!enquanto isso vou eu tentando convencer o meu marido a smaravilhas de ter um hamster em casa...hahahahaah!!! bjss!!!
Ah,tem selinho de indicação de leitura do seu blog no meu,tá?passa la para pegar! bjkas!

Dedinhos Lambuzados ! disse...

É...mas também se não for "meio na marra" acho que as mamães (nós) dificilmente proporcionaremos esta riqueza aos nossos pequenos( você iria trazer uma mascote pra casa, espontaneamente ??? Difícil...) Agora o próximo passo -e o mais importante e desafiador- é co-responsabilizar o feliz ganhador dos cuidados e tratamento do lindinho.Aí a experiência irá valer a pena e você vai achar que não foi tão ruim, afinal ...!Com os filhos pequenos não dá mesmo e sobra pra gente a parte menos divertida ( limpar-alimentar-tratar) e a criançada fica com o lado legal ( brincar, passear, curtir), mas como o "proprietário" já é grandinho acredito que tudo vai dar certo.
Meu filho ganhou da avó um boxer quando tinha 5 anos e nós morávamos num apartamento...Mudamos para uma casa mas quem cuidava eram os adultos, mesmo. No fim foi a melhor coisa que nos aconteceu, curtimos muito o Brownie e quando ele já velhinho "foi pro céu dos cachorrinhos" quase fomos junto...Amamos este bichão ( ele ficou enorme!!!)-que como todo bo-boxer não fica adulto nunca-muuuuuuto!
Mas concordo que a vovó podia ter nos consultado antes...Estou na maior torcida pra que fiquem felizes. Bjs, Mammy

Cristina João disse...

Oi meninas,
Obrigada, obrigadíssimo mesmo pelo apoio, adorei saber que eu não estou sozinha e que a louca em questão era a outra mãe.
Na verdade, não é que eu odeie animais de estimação, já tivemos peixinhos e até cachorro, ótimas experiências e a certeza de que não queria outros, o que me deixou mais fula, foi a imposição!
Adorei as mil idéias de vingança a do gambá é ótima, tô só anotando!
Passado o susto e a primeira semana, descobri que os HAMTERS tem hábitos noturnos, dormem o dia inteiro, não fazem barulhos, são limpos, não cheiram, não criam vínculos com o dono ou a casa, e que até que é uma opção viável pra quem precisa ou quer um bichinho pro seu filho, só continuo indignada com a forma com que ele foi parar na minha casa.
É isso amigas, pelo bem dos pequenos, o Remi está levando uma vida de marajá.
Obrigada pelo carinho de todas, é bom saber que tenho amigas, mesmo que virtuais, mais solidárias que algumas reais.
Beijocas,
Cris João.

Dani disse...

Cris, olha poe experiencia própria posso te dizer que "a mãe" do amigo nem foi tão mal assim, pior seria que ao invez de um ela tivesse mandado 2, assim como foi no meu caso, pq ao final de 2 meses e meio eram 32...portanto se quer um conselho, de maneira alguma permita o segundo!

Bj parabéns pelo aniversário de filhote


Dani

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Tem mais disso

Related Posts with Thumbnails