Páginas

outubro 23, 2010

Ele já estava de saída

A vida é assim, independente da religião, quando Deus quer... É e pronto!
E Ele quis. Ele quis que nossa família se unisse, fortalesse e crescesse espiritualmente com o bebezico... E assim o fizemos.
Hoje somos mais fortes, mais unidos e mais centrados com o que acontece ao nosso redor.

Uma virose, que derrubou nós quatro deu uma notícia brilhante e inesperada. Mais um bebê pra fazer vocês felizes. E mil pensamentos vieram juntos, claro!
Preparação de espaço em casa, de espaço pra mais uma cadeirinha no carro, de espaço no nosso coração (mais esse já estava reservado, nem conta)...
Conseguimos, depois de usarmos nossa porção engenheiro, tuuuudo ficou no seu devido lugar!

Começa então o pré-natal e visitas a médicos, ultrassom, exames de sangue, vontades de comer mais e mais, adaptação de roupas e cositas mais.

5 semanas, alguns dias e uma gravidez ectópica. Uma gravidez de risco (só para o bebê), gravidez ístmica. Ou seja o bebê estava implantado no lugar errado, bem abaixo do que deveria.
Um pouco de cólica, um sangramento que assustava, e nem era assim tão grave. Grave mesmo era a posição do embrião, localizado próximo da cicatriz das últimas cesarianas. Um piscar de olhos e ele sairia.

En fin... Repouso absoluto, com direito a lista telefônica sob os pés da cama para desviar a lei da gravidade.
Acompanhamento semanal, embrião crescendo e desenvolvendo normalmente, apenas fora do lugar.

E aí a gente descobre que somos apenas instrumentos divinos, que seguimos o que a vida nos dá.

Sem mimimi, e sem tristeza (o que é muito difícil) eu conto que o nosso pequetitico cumpriu sua missão. De apenas 7 semanas, mas uma missão muito importante.
E compreendemos que assim tinha que ser. Os pequetiticos que estão aqui precisam de nós por inteiro, precisam de nossa força. É hora de voltar ao "vâmo vê"...

E é assim que vamos ficar: Firmes e Fortes! Aaaah! Fazer tuuuudo de novo (aquilo)... E trazer o bebezico de vez! Aguardem!

Mas eu finalizo assim: Sem mimimi, sem tristeza e muito menos dó! Ele já estava de saída. Esse é um assunto da página passada e agora é hora de acumular good vibe e muito amor pra enfrentar a recuperação.

Claro que dividi aqui com vocês já faz parte de momento, traz um pouco de reconforto, afinal dividir sempre diminui a dor. E portanto, sem lamentações. Vamos aprender o que o bebê veio ensinar.

É isso.
Um beijo e até.


Esse mesmo texto foi copiado no Casa de Faz de Conta, e assim a corrente aumenta.

7 comentários:

cris*borrego disse...

Jana,

Estou emocionada com seu texto, contando tão linda e pessoal experiência de uma forma tão delicada...
Nossa.
Faltam palavras e sobra admiração pela atitude elegante com que você aborda e homenageia o bebê que na hora certa regressará para sua família.
Grande beijo

Driks Barreto disse...

Tenho certeza que ele virá em ótima hora...parabéns pela força!bjs

Mi Satake disse...

Amiga q texto lindo, com certeza inspirado pelo Alto...
Super sensato o que vc disse sobre o bebe cumprir a missao de 7 semanas, é assim q vejo tb, como um tempinho q ele tinha cmo missão!

Estamos aqui para o que precisar, quiser trocar, perguntar e dividir!
Super beijo,
com carinho

Mi

Dreamlu disse...

Força e Esperança! Beijinhos*

Provance Home Banho disse...

Oieeeeeeeeee,
Saudadessssssssss.....
Coloquei vários posts do Outubro Rosa tb !!!
Passe lá no blog que vai ter sorteio.
Bjsssssssss!!!

Ana Paula disse...

Linda a maneira como você encara o fato. É triste sim, mas Deus sabe o que faz...Desejo força pra você e toda sua família! Bjos, Ana Paula

Roberta M. disse...

Jana, é isso querida, vc está de parabéns pelo seu enfrentamento, a vida as vezes nos prega peças por razoes que a gente nao entende no momento, mas que, passado o susto inicial, compreendemos muito bem os seus porques. Vamos em frente né querida, grandes beijos!!!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails

Tem mais disso

Related Posts with Thumbnails